Vamos Ajudar o Judô do Brasil

21 maio 2015

Captura de Tela 2015-05-20 às 21.45.19

Não sei o que aconteceu com você, se alguém o levou quando era criança , se fazia parte do seu ensino regular, ou mesmo se foi por acaso que entrou no judô. Só sei que estamos de certa forma no mesmo barco.

Vejamos se isso é verdade. Se você é daqueles que já pensou em desistir de tudo, largar este sacerdócio, desculpe meio de vida, missão, o nome não importa para essa empreitada, mas uma coisa é certa, há similaridade entre o que acontece com você ai é o que acontece aqui.

Acompanhando esse modelo, as soluções que tivermos aqui, podem servir em qualquer lugar.

Dificilmente alguém que trabalha em um DOJÔ, às vezes em três turnos, terá tempo para pensar em soluções simples, de organização, de acompanhamento, de inovação.

As federações e própria confederação, com seus calendários extensos , jamais terão como mote prioritário, as questões relacionadas ao desenvolvimento das habilidades pessoas e profissionais dos professores de judô, bem como suas necessidades enquanto empresários. Vamos trabalhar juntos, a profissionalização de nossa classe, deve está em cada atitude que tomamos.

 Por Altair Araujo 7º Dan de judô

Compartilhe:
Escrito por: altair